»
Fantasy Land.
“Não tenho uma definição para mim, nem uma palavra que me descreva. Eu amo irrevogavelmente quem merece. Eu sou sensata e realista, mas eu choro e penso em sumir do mundo quando me entristeço. Eu viajo nos meus próprios pensamentos e sou agitada, mas também escuto música lenta. Eu nasci nos anos noventa, mas eu gosto de coisas relacionadas aos anos sessenta. Eu danço, mas acho que não sei dançar. Tem dias que estou hiper sensível e tem dias que estou bandida… Eu sou difícil, sou solitária, sou estressada… Eu sou difícil, eu sei. Sempre sou a ponta que está levantada por não ceder à cola. É, essa sou eu.”

São energias diferentes, mas a direção é a mesma. 🌾💕


❝Faça algo diferente. Puxe assunto com um desconhecido, faça uma criança sorrir, brinque com um cachorro de rua, de um abraço de urso em seu amigo, coloque água em uma plantinha, converse com aquele carinha lá da esquina pergunte se está tudo bem, de uma flor para sua mãe, pare e ajude um senhor de idade, distribua sorrisos e não se esqueça dos “bom dia”, “boa tarde”, “obrigada”, “de nada”, “desculpa”, “com licença”, etc. Essas pequenas atitudes não mudam apenas o dia de alguém mas sim o seu e o mundo também.
© Desconhecido.     (via distinguindo-se)

Quem olha demais pra trás, tropeça.


❝Você é a única coisa que eu tenho e que aparentemente me faz bem. E isso me dá um medo danado, porque olha, de todas as coisas que eu já tive, todas elas, juro, todas, não estão mais comigo. Aí eu fico com medo de perder você. E eu não sei se já te disse isso alguma vez, mas eu não quero perder você.
© Cibele Sena. (via inverbos)